NOTÍCIAS DO VINHO [X]

Geórgia reivindica pioneirismo na vinicultura mundial [29.05.2018]

Pesquisas recentes, desenvolvidas nos últimos 3 anos, sugerem que, na região onde hoje está a Geórgia, surgiram as primeiras vinhas e vinhos da humanidade, quase 1.000 anos antes dos 7.000 anos mais aceitos atualmente.

Os primeiros resultados foram obtidos de escavações em algumas vilas antigas da Geórgia onde ainda hoje se usam talhas enterradas na fermentação da uva, de onde se obtém vinhos de qualidade bem comprovada por especialistas.

As datações iniciais do material colhido indicam que a vitivinicultura na região foi praticadas entre 6.000 e 5.800 A.C., que equivalem a 8000 e 7200 anos passsados.

O material orgânico que permitiu essas datações foi encontrado em fragmentos de cerâmicas que surgiram nas escavações.

Os resultados iniciais da pesquisa já foram oficialmente divulgados em trabalhos pela da Academia Nacional de Ciências dos EUA, com a ressalva de que outras revelações, tal como o local exato onde ocorreu a primeira vinificação, poderão surgir nas fases sequintes dos trabalhos.

Muitos já aceitam que as primeiras culturas de uva da humanidade ocorreram na Geórgia. Pela lógica, é bem possível que lá, possivelmente, tenha ocorrido a primeira vinificação

Mas outros lugares como Turquia, Líbano, Irã, Palestina e África já estão no radar de pesquisadores de várias instituições, interessados no assunto. Parece que a bola está com a Geórgia, mas o jogo continua.